C

Cesar Horibe

Santo André (SP)
0seguidor1seguindo
Entrar em contato

Principais áreas de atuação

Direito do Consumidor, 16%
Contratos, 16%
Direito Empresarial, 16%
Direito Processual Civil, 16%
Outras, 36%

Comentários

(7)
C
Cesar Horibe
Comentário · há 6 anos
A conclusão é bem insatisfatória, ao meu ver, pois relativiza a propriedade privada como um todo de modo que ela deixa de existir. Explico: apesar do texto se focar na relação homem-animal, fato é que o exato mesmo argumento poderia ser expandido infinitamente a todas as coisas sob as estelas sem nenhum problema, já que, de acordo com o argumento aqui apresentado, basta que o destino dado a um bem seja menos nobre ou útil que algum outro destino possível para que se justificasse (isso é, se revestisse de justiça) a intervenção de um terceiro. Ou, nos termos apresentados pelo Adriel, se o bem "melhor poderia ser utilizado por outrem", a intervenção do terceiro se tornaria então legítima.

Assim, se eu estou ali cozinhando a minha janta, mas por ser um cozinheiro bem meia boca acabo cortando tudo de forma tosca, desperdiçando muitos ingredientes, meu vizinho estaria então legitimado a invadir minha casa para socorrer os pobres vegetais e carnes que eu estaria usando, pois, sendo ele um cozinheiro melhor e mais eficiente, poderia dar àqueles ingredientes um destino que seria mais digno e benéfico à humanidade. Um verdadeiro absurdo.

Por sinal, e só para reforçar meu argumento de que as considerações aqui esposadas não se limitam de modo algum à relação homem-animal, na redação original do próprio Segundo Tratado não se fala de modo algum em "qualquer criatura que se encontre sob sua posse", mas em "qualquer coisa criada": "A man in that state (of liberty) is absolutely free to dispose of himself or his possessions, but he isn't at liberty to destroy himself, or even to destroy any created thing in his possession unless something nobler than its mere preservation is at stake".

Perfis que segue

(1)
Carregando

Seguidores

Carregando

Tópicos de interesse

(30)
Carregando
Novo no Jusbrasil?
Ative gratuitamente seu perfil e junte-se a pessoas que querem entender seus direitos e deveres

Outros advogados em Santo André (SP)

Carregando

Cesar Horibe

Entrar em contato